segunda-feira, 3 de setembro de 2012

NOVO CÉU E NOVA TERRA

Escrito em 05/07/2012

“E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” (Apocalipse 21:4)

Fonte:  http://3.bp.blogspot.com
Eu não sou uma pessoa muito chorona, mas já derramei muitas lágrimas de tristeza, de angústia e até de raiva, diante do meu Deus; a vida tem me ensinado muito e a maior lição aprendida é que o verdadeiro conforto vem do Senhor.

Ontem, visitei uma amiga que perdeu duas irmãs num espaço de 9 dias. Ela estava se contendo, mas a percebi abatida, profundamente triste, embora soubesse que suas irmãs que viveram mais de 90 anos, cumpriram sua missão em vida. Mas os seres humanos são dotados de sentimentos como o afeto, a amizade, a união e o amor, de modo que a separação das pessoas a quem amamos é sempre dolorosa.
  
Assim considerando, a mensagem de hoje, que se acha no contexto da nova terra, é uma promessa das mais confortadoras da Palavra de Deus. Nesta vida, devido às influências do mal causado pelo inimigo maior, Satanás, somos suscetíveis de muita dor, por motivos diversos, e a perda dos entes queridos certamente é o maior dos sofrimentos.

Fonte:  www.historiasbiblicas.advir.com
Na Nova Terra que Deus recriará para habitação dos Seus filhos, as lágrimas não molharão mais os nossos olhos, só existirá vida, e vida exuberante de todos os seres vivos; até os animais conviverão entre si e entre os homens, de forma harmoniosa; a morte não existirá; por conseguinte, não haverá mais separações entre os entes queridos, e então, não haverá luto, nem pranto, nem dor, não haverá sofrimento.


Considerando a nossa experiência de vida na Terra, esta promessa “parece” ilusória, de tão acostumados que estamos a conviver com tanta dor e sofrimento, mas é importante lembrar que por ocasião da volta de Jesus, nossa natureza será mudada, seremos transformados, nosso corpo corruptível será transformado num corpo incorruptível, como Paulo descreve em 1Coríntios 15, e, em especial, nos versículos 35-49, onde ele deixa clara a diferença entre os corpos terrestres e os celestiais, entre corpos naturais e espirituais.

Conforme Apocalipse 21:5-7, João viu e ouviu:

“Aquele que está assentado no trono diz: Eis que faço novas todas as coisas... O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho.” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário